Category Archives: .

quase

O ditador caiu duma cadeira, os árabes deixaram de vender petróleo, o morto é o melhor amigo do vivo, as coisas nunca são o que parecem, quando vires um centauro acredita nos teus olhos, se uma rã escarnecer de ti atravessa o rio. Tudo são objectos. Quase.” (Objecto quase, José Saramago)

O dia em que se alcançou uma quase liberdade está aí. E tudo parece estar quase igual. Quase.

num instante!

grey fence

O fim de semana passou num ápice! Os dias grandes são bons mas cansativos…
Entre compras, arrumações e filmes e dois malvados cafés que tomei ontem e que me fizeram companhia durante toda a noite… já me preparo para amanhã atender mais dores, queixas, maleitas e moléstias várias!
Boa semana.

hora de verão

Ainda há muitas flores por abrir, ainda falta um bocadinho para o Verão, mas quando a hora muda parece-me sempre que ganho mais horas de vida, mais bocadinhos que posso ocupar com as coisas e as pessoas que gosto! E isso agrada-me!

gestos

«Quem pensa nas consequência dos seus gestos sabe que as pessoas nos respeitam muito mais pelas imagens que construímos dentro
delas do que pelas palavras que proferimos fora delas.
»
(Augusto Cury)
É mesmo assim!
Um gesto bonito fica para sempre… e um gesto menos bonito também.

constante movimento ou o início de mais uma semana

Amsterdam view

Viver é como andar de bicicleta: É preciso estar em constante movimento para manter o equilíbrio.” (Albert Einstein)

gente

«Eu gosto de gente que vibra, que não tem de ser empurrada, que não tem de dizer que faça as coisas, mas que sabe o que tem que fazer e que faz. Gente que cultiva os seus sonhos até que esses sonhos se apoderam de sua própria realidade. Eu gosto de gente com capacidade para assumir as consequências de suas acções, de gente que arrisca o certo pelo incerto para ir atrás de um sonho, que se permite abandonar os conselhos sensatos deixando as soluções nas mãos de Deus. Eu gosto de gente que é justa com sua gente e consigo mesma, da gente que agradece o novo dia, as coisas boas que existem em sua vida, que vive cada hora com bom animo dando o melhor de si, agradecido de estar vivo, de poder distribuir sorrisos, de oferecer suas mãos e ajudar generosamente sem esperar nada em troca. Eu gosto da gente capaz de me criticar construtivamente e de frente, mas sem me lastimar ou me ferir. Da gente que tem tacto. Gosto da gente que possui sentido de justiça. A estes chamo de meus amigos.
Eu gosto da gente que sabe a importância da alegria e a pratica. Da gente que por meio de piadas nos ensina a conceber a vida com humor. Da gente que nunca deixa de ser animada.
Eu gosto de gente sincera e franca, capaz de se opor com argumentos razoáveis a qualquer decisão.
Gosto de gente fiel e persistente, que não descansa quando se trata de alcançar objectivos e idéias.
Eu gosto da gente de critério, a que não se envergonha em reconhecer que se equivocou ou que não sabe algo. De gente que, ao aceitar seus erros, se esforça genuinamente por não voltar a cometê-los. De gente que luta contra adversidades. Gosto de gente que busca soluções.
Eu gosto da gente que pensa e medita internamente. De gente que valoriza seus semelhantes, não por um estereotipo social, nem como se apresentam. De gente que não julga, nem deixa que outros julguem. Gosta de gente que tem personalidade.

Eu gosto da gente que é capaz de entender que o maior erro do ser humano é tentar arrancar da cabeça aquilo que não sai do coração.»

(Mário Beneditti, Da gente que eu gosto)

Eu também gosto de gente desta! Um texto sublime…

sobre a beleza

das flores, da natureza, dos amanheceres.
do trabalho, das pessoas, das circunstâncias.
do tempo, das rugas, dos sorrisos.
dos detalhes, das coisas pequeninas, das importâncias relativas.